Tendinite em crianças e adolescentes

Tendinite em crianças e adolescentes

 

O uso excessivo pelas crianças e adolescentes de computador, videogame e celulares,  tem desenvolvido doenças como tendinite, que antes era só de pessoas com idade avançada, as famosas doenças reumáticas.

Os movimentos que são realizados de maneira repetitiva em aparelhos eletroeletrônicos,  levam crianças e adolescentes a desenvolver tendinite nas mãos, pulsos e cotovelos. O que ocasiona dores constante ao movimentar e consequentemente limitação funcional.

O uso desses equipamentos não devem ultrapassar de uma hora até no máximo três horas por dia. As condições que são usadas também devem ser observadas, como: o teclado deve estar inclinado; a cadeira deve ser adequada para permitir o encosto e o monitor deve estar na altura da visão. Quanto ao controles remotos, devem ser ergonômicos.

Caso o seu filho desenvolva dores nas articulações, deve-se consultar o pediatra para que ele encaminhe-o  para fisioterapia, massagem e relaxamento,  esses procedimentos vão ajudar a amenizar os sintomas. Os analgésicos e anti-inflamatórios não são  recomendáveis devido aos efeitos colaterais que eles proporcionam, mas muitas vezes são necessários nas crises e o médico saberá a dosagem e quais indicar no caso.

E o quanto antes, o hábito da criança deve ser mudado, como diminuir o tempo nos aparelhos eletroeletrônicos. Determine um horário e regras para usá-los, para que não fiquem até de madrugada, interferindo inclusive no sono, causando fadiga estresse e dores. Além de tudo isso, existe a limitação do convívio e lazer social por terem como principal hábito o uso de celulares, vídeo games e computadores.

Não é proibido a criança ou adolescente  ficar no computador ou vídeo game jogando, mas tem que ter limites. Intercalar com esporte, leitura, programas bons de TV, filmes, conversar com amigos, com a família e outros, é  mais saudável para o corpo e mente. Na verdade saber dividir é essencial, aproveite o tempo e ganhe saúde.